22 de set de 2009

O FIM DA RELIGIÃO

A Religião, como instituição de dogmas, crenças e rituais e como expressão da cultura de um povo, não vai acabar, provavelmente.

O que chega ao fim é a necessidade humana de apoiar sua espiritualidade na Religião. Quem compreende o que Jesus fez e ensinou e pela fé decide relacionar-se pessoalmente com Ele, não precisa mais dos elementos históricos da Religião, nem mesmo do Cristianismo.

Em Jesus não há mais lugar, horário, dia, festa ou qualquer outra realidade sagrada. Toda a vida e todo o Universo são a realidade sagrada para quem vive sua vida em oferta a Deus e faz tudo para louvá-lo.

Em Jesus não há mais o que ser feito para salvação, nenhum ritual, nenhum sacrifício, nada nos leva a Deus, pois Deus veio a nós, sacrificou-se por nós e de uma vez por todas nos reconciliou com Ele.

Jesus revelou Deus do modo como podemos conhecê-lo na história. Quem quer saber como Deus é, basta observar Jesus. Deste modo, não há mais necessidade de nos submetermos a religiões de mistérios, manipulação de forças sobrenaturais e sociedades secretas.

Ele nos disse que a vida seria difícil, que segui-lo não nos isentaria de problemas, disse que estaria conosco todos os dias e que um dia voltaria para nos levar consigo. Então, não há espaço para tentativas de fazer Deus funcionar a fim de solucionar todos os nossos problemas.

Por isso, como comunidade de Jesus Cristo, estamos anunciando que ninguém mais precisa de Religião, que nenhuma leva a Deus e que Jesus é nosso religare.

Alexandre Robles


Faça um blogueiro feliz, comente!

Um comentário:

  1. Lamento dizer, João, mas esse texto contraria tudo que eu penso. Alguém pode ser cristão fora da Comunidade histórica da fé? O que é apostolicidade? qualquer um pode juntar grupinhos em nome de Jesus? Não é exatamente isso que resulta nas "igrejas de mercado"?
    Na verdade, hoje há um "Jesuísmo", ou seja clientela de Jesus, que fazem de Jesus um "faz-tudo-por-mim"... fala-se muito em Jesus, mas não se fala mais no Cristo!
    Seguir "Jesus" é simples: não exige nada, nem conversão... mas seguir o Cristo implica primeiro em seguir com ele levando a Cruz (Mt 17.24-25 e par).

    ResponderExcluir