13 de set de 2009

A IGREJA EM CRISE E A CRISE DA IGREJA


Em pouco mais de 2000 anos de história do cristianismo, talvez esta esteja sendo uma das piores fases que a igreja esteja passando.
A igreja tem decaído, passa por uma crise existencial, perdeu sua identidade. Nunca houve tanta divisão no seio da igreja como nos dias de hoje. E um reino dividido, segundo o próprio Jesus, Senhor da Igreja, ficará deserto. (Lucas 11:17).
Será que teremos que sucumbir aos líderes que ai estão?
Se a igreja católica é, como diz alguns pregadores, a grande meretriz, a protestante se tornou a prostituta.
A igreja ficou cega, surda e está nua. Nua diante de Deus, porque este conhece as entranhas da igreja.
A igreja perdeu o foco que é Jesus. Muitos, que têm a mídia nas mãos, perdem a oportunidade de pregar o evangelho puro e simples, como ele é. Falam de tudo menos da salvação, do arrependimento e da cruz.
Enquanto a igreja se deixa corromper através de seus pseudolíderes, muitos se perdem sem se quer saber que são amados por Deus.
Enquanto a igreja prega heresias para manter a pose de santa o Islã é a religião que mais cresce no mundo.
Enquanto a igreja pensa ser dona da verdade ela deixa de pregar a verdade vivendo uma mentira em que ela acredita ser verdade.
Fico pensando no quanto Lutero lutou por uma reforma que não aconteceu. Brigou com a igreja que cobrava indulgências e pregava heresias, será que estamos voltando aos tempos medievais?
Reproduzo aqui algumas teses de Lutero:
Nº 36 “qualquer cristão que está verdadeiramente contrito tem remissão plena tanto da pena como da culpa, que são suas dívidas, mesmo sem uma carta de indulgência”. (substituo aqui a carta de indulgência pelo pagamento ou obrigatoriedade do dízimo).
Nº 43 “deve-se ensinar aos cristãos que, dando ao pobre ou emprestando ao necessitado, procedem melhor do que se comprassem indulgências. (ou dar, obrigatoriamente, o dízimo)”.
Infelizmente não é isto que se ensina aos cristãos, pelo menos eu não me lembro de ter aprendido isso. A igreja se deixou corromper. São poucas, hoje, e muito poucas, as igrejas que vivem o evangelho e que pregam a Cristo com seriedade.
Nº 62 “o verdadeiro tesouro da igreja é o santíssimo evangelho da glória e da graça de Deus”.
É, mas para ter este tesouro é difícil já que é necessário pensar no próximo em primeiro lugar, viver em prol do outro, coisa que não tem acontecido nos dias de hoje.
Eu tenho esperança pela igreja. Jesus é o Senhor da igreja e Ele quer salvar a igreja também, Ele morreu pela igreja e vive hoje para a igreja.
A salvação é para todos os que crêem em Jesus independente da igreja, a igreja é necessária, mas não é essencial.

João Marçal
Teólogo

4 comentários:

  1. Olá João,

    Eu diria que a igreja não é nem necessária e nem suficiente. Basta lembrar que o conceito de Reino de Deus é muito maior, inclui a igreja mas não se limita à ela.

    O grande escândalo da Cruz hoje é "Há Salvação fora da Igreja"

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. a igreja é a reunião de pessoas em nome de Cristo que mantem comunhão fraternal e desejo sincero de estar com o proximo e viver por ele. Sempre aprendi que o evangelho é transformador e que individuos convertidos levaria a uma sociedade melhor. Então de duas uma, ou não há convertidos no Brasil evangelico, ou o evangelho não tem poder nenhum! Onde está o problema. curti seu texto jão. diogo. Que Deus tenha misericordia de mim se estiver errado.
    Diogo Fiapo

    ResponderExcluir
  3. Ola João !

    Outro dia vi o link do seu blog do amigo Alan e vim conhecer. Parabéns pelo excelente trabalho virtual. Hoje me tornei seu seguidor. Aproveitando, quero convidar-lhe para conhecer o Genizah um blog de apologética cristã, notícias e humor. Contamos com um time de editores e colaboradores diversificado e inteligente.

    Esperamos você por lá e, se gostar, acompanha a gente!

    Um abração, do seu mais novo leitor,

    Danilo Fernandes

    www.genizahvirtual.com

    ResponderExcluir