20 de out de 2009

ISSO NÃO VIROU NOTÍCIA

Estes meninos não foram notícia de jornal. Afinal, eles não são testemunhas da CPI, do DETRAN, do Metrô, nenhum deles tem cartão corporativo, nenhum dos dois arremessou a Isabella pela janela, apenas foram tomados por um sentimento que anda meio fora de moda... SOLIDARIEDADE


E aí?... Como temos reagido face às dificuldades alheias?Que nota podemos nos dar, pelo nosso espírito de solidariedade, a começar pela nossa própria família??? Vale a pena refletir!
Que pelas nossas atitudes, o mundo perceba em nós a diferença de quem, verdadeiramente, vive no Reino de Deus!
Recebi por e-mail.
João Marçal

18 de out de 2009

ALIMENTANDO AS OVELHAS OU DIVERTINDO OS BODES?


Existe um mal entre os que professam pertencer aos arraiais de Cristo, um mal tão grosseiro em sua imprudência, que a maioria dos que possuem pouca visão espiritual dificilmente deixará de perceber.

Durante as últimas décadas, esse mal tem se desenvolvido em proporções anormais. Tem agido como o fermento, até que toda a massa fique levedada. O diabo raramente criou algo mais perspicaz do que sugerir à igreja que sua missão consiste em prover entretenimento para as pessoas, tendo em vista ganhá-las para Cristo.

A igreja abandonou a pregação ousada, como a dos puritanos; em seguida, ela gradualmente amenizou seu testemunho; depois, passou a aceitar e justificar as frivolidades que estavam em voga no mundo, e no passo seguinte, começou a tolerá-las em suas fronteiras; agora, a igreja as adotou sob o pretexto de ganhar as multidões.

Meu primeiro argumento contra tal tipo de prática é este: As Escrituras não afirmam, em nenhuma de suas passagens, que prover entretenimento para as pessoas é uma função da igreja. Se esta é uma obra cristã, por que o Senhor Jesus não falou sobre ela?

"Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura" (Mc 16.15) - isso é bastante claro. Se Ele tivesse acrescentado: "E oferecei entretenimento para aqueles que não gostam do Evangelho", assim teria acontecido.

No entanto, tais palavras não se encontram na Bíblia. Sequer ocorreram à mente do Senhor Jesus. E mais: "Ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres" (Ef 4.11). Onde aparecem nesse versículo os que providenciariam entretenimento?

O Espírito Santo silenciou a respeito deles. Os profetas foram perseguidos porque divertiam as pessoas ou porque recusavam-se a fazê-lo? Os concertos de música não têm um rol de mártires. Digo mais: Prover entretenimento está em direto antagonismo ao ensino e à vida de Cristo e de seus apóstolos. Qual era a atitude da igreja em relação ao mundo? "Vós sois o sal", não o "docinho", algo que o mundo desprezará.

Pungente e curta foi a afirmação de nosso Senhor: "Deixa aos mortos o sepultar os seus próprios mortos" (Lc 9.60). Ele estava falando com terrível seriedade! Se Cristo houvesse introduzido mais elementos brilhantes e agradáveis em seu ministério, teria sido mais popular em seus resultados, porque seus ensinos eram perscrutadores.

Não O vejo dizendo: "Pedro, vá atrás do povo e diga-lhe que teremos um culto diferente amanhã, algo atraente e breve, com pouca pregação. Teremos uma noite agradável para as pessoas. Diga-lhes que com certeza realizaremos esse tipo de culto. Vá logo, Pedro, temos de ganhar as pessoas de alguma maneira!"

Jesus teve compaixão dos pecadores, lamentou e chorou por eles, mas nunca procurou diverti-los. Qualquer coisa que tinha a aparência de brincadeira evidentemente foi deixada fora das Cartas. Os apóstolos tinham confiança irrestrita no evangelho e não utilizavam outros instrumentos. Eles não pararam de pregar a Cristo, por isso não tinham tempo para arranjar entretenimento para seus ouvintes. Espalhados por causa da perseguição, foram a muitos lugares pregando o Evangelho. Eles "transtornaram o mundo". Essa é a única diferença!

Senhor, limpe a igreja de todo o lixo e baboseira que o diabo impôs sobre ela e traga-nos de volta aos métodos dos antigos apóstolos.

Por último, a missão de prover entretenimento falha em conseguir os resultados desejados. Causa danos entre os novos convertidos. Permitam que falem os negligentes e zombadores, que foram alcançados por um evangelho parcial; que falem os cansados e oprimidos que buscaram paz através de um concerto musical. A resposta é óbvia: a missão de prover entretenimento não produz convertidos verdadeiros.

A necessidade atual para o ministro do Evangelho é uma instrução bíblica fiel, bem como ardente espiritualidade; uma resulta da outra, assim como o fruto procede da raiz. A necessidade de nossa época é a doutrina bíblica, entendida e experimentada de tal modo, que produz devoção verdadeira no íntimo dos convertidos.

Charles H. Spurgeon

NOTA: Nasceu em 1834 e morreu em 1892. São mais de 100 anos, mas ainda é tão atual...

17 de out de 2009

Escrever Bem o Português


Escrever Bem o Português

Escrever bem requer alguns cuidados especiais. Os dez princípios que preconizamos:

  • Escreva de uma forma informal;
  • Evite frases compridas;
  • Tente ser criativo, abordando temas que não sejam corriqueiros;
  • Tente falar com os leitores;
  • Coloque questões enquanto escreve;
  • Crie situações de suspense;
  • Escreva com humor sempre que se justifique;
  • Tente manter o mesmo ritmo do princípio ao fim;
  • Faça o leitor viajar consigo;
  • Preste particular atenção à pontuação.

Escrever bem requer treino, paciência, dedicação e muita leitura.

15 de out de 2009

DOSSIÊ NIGÉRIA

SOBRE OS VÍDEOS NA NIGÉRIA: A OPINIÃO DE UM DEFENSOR DO CRISTIANISMO DE MATRIZ AFRICANA

Por Walter Passos. Teólogo, historiador, pan-africanista, afrocentrista e presidente CNNC – Conselho Nacional de Negras e Negros Cristãos. Pseudônimo: Kefing Foluke.

Diversos blogs em muitos países divulgaram a situação de algumas igrejas e seus pastores na Nigéria que acusam crianças de bruxarias. Sem olhar mais acurado, de certo preconceituoso, usa-se a mídia como arma psicológica para agredir o povo preto, perpassando mais uma vez a ideologia caucasiana de que tudo na África é demoníaco.

Ao entendimento desse fenômeno étnico-social e religioso, é imprescindível conhecermos a Nigéria.

NIGÉRIA

A Nigéria está localizada no centro-oeste da África com uma área: 923.768 km2. E uma população total de 148 milhões, sendo grupos étnicos autóctones 94,5% (principais: hauçás 23%, fulanis 22%, iorubas 21%, ibos 18%, tives 3%, ijos 6%, buras 1,5%), outros 5,5%%.

É o país mais populoso da África e um dos mais ricos do continente africano. Numericamente, ultrapassa a população total estimada de todos os países do Oeste Africano. Cerca da metade da população nigeriana afirma seguir a fé cristã.

CRISTIANISMO NA NIGÉRIA

Pequeninos na Nigéria

O cristianismo já existia na região desde o século IV através do grande teólogo africano e preto Agostinho. Os primeiros contatos dos cristãos caucasianos na Nigéria ocorreram no século XV, com a introdução do cristianismo católico pelos portugueses. No entanto, foi praticamente extinto durante os anos seguintes, e no século XIX foram enviado cerca de 200 missionários católicos romanos. Desde então, a Igreja Católica tem crescido e agora afirma aproximadamente ter 19 milhões de membros e seguidores, principalmente no sudeste.

Os primeiros missionários protestantes foram metodistas wesleyanos. Eles começaram a trabalhar no sudoeste entre os Yoruba, em 1842. Outros grupos protestantes seguiram: Igreja Missionária Society (evangélico anglicano), United Free Church of Scotland, e os batistas do sul. Ao longo dos últimos 100 anos, várias outras missões já entraram Nigéria: Onde Iboe Missão (agora conhecida como Missão África), Sudão Unido Missão (incorporando tais grupos como os britânicos e Sul Africano interdenominacional sucursais, bem como o CRC, Países Baixos Igreja Reformada, a Igreja Reformada holandesa Sul Africana, os Metodistas Unidos e da luterana dinamarquesa, Synodical Conferência das Igrejas Luterana, Exército de Salvação, Assembléias de Deus, e da Igreja Menonita da América do Norte. Quase todas estas missões têm plantado grandes igrejas. Por exemplo, a Igreja Anglicana da Nigéria agrupa mais de 11 milhões de membros e seguidores.

As igrejas protestantes na Nigéria possuem diversos centros universitários, sendo considerados entre os melhores do país, entre eles podemos destacar o pertencente à Convenção Batista Nigeriana (Bowen University).

PENTECOSTALISMO E CARISMÁTICOS NA NIGÉRIA

Pequeninos na Nigéria

A maior parcela religiosa nigeriana está dividida entre mulçumanos e cristãos, agrupando assim, uma minoria seguidora de outras religiões. Evidente que na Nigéria como no Brasil, as religiões que cultuam os orixás possuem minoria de adeptos, pela perseguição e falta de respeito decorrente da colonização caucasiana, e no país africano, especificamente, também em conseqüência da invasão islâmica na região.

O crescimento do cristianismo e do islã na Nigéria acarreta problemas seríssimos na administração do país, pela luta do poder político.

Nos últimos censos realizados viu-se que de cada dez nigerianos, três são pentecostais e carismáticos. De dez protestantes, seis são pentecostais e carismáticos, e entre dez católicos, três são carismáticos. Conclui-se assim que cerca de um terço da Nigéria é pentecostal-carismatica, terceiro país do planeta em número de membros carismáticos e pentecostais, só sendo superado pelo Brasil e pelos Estados Unidos da América.

“Todo domingo, centenas de milhares de fiéis em Lagos se dirigem às inúmeras igrejas da cidade para vivenciar a experiência do pentecostalismo e sentir o espírito divino. Nas vias de saída da cidade, na direção de Ibadan, foram construídas verdadeiras catedrais com capacidade para 10 mil pessoas. Na entrada estão escritos dizeres como "Montanha do fogo e do milagre", "Embaixada Christi" ou "Campo da redenção". Essa rodovia da religião, a "Auto-estrada de Deus", já se tornou um símbolo do êxito das igrejas carismáticas na África.

Pequeninos na Nigéria

Um dos grandes culpados pela demonização do povo nigeriano é o alemão Reinhard Bonnke, de Frankfurt (CFAN). O jornal alemão Die Zeit o caracteriza como "um dos mais bem sucedidos missionários do nosso tempo". Uma dessas evangelizações em massa, foi visitada por 1,6 milhão de pessoas em Lagos, e em Oshogbo, também na Nigéria, um mega-evento deste tipo, em fevereiro de 2007, foi transmitido pela God TV para 200 países. Esteve no ano passado na Igreja Batista de Lagoinha

CRIANÇAS E ACUSAÇÃO DE BRUXARIA

A influência de pastores caucasianos nos últimos anos tem deformado ainda mais o Evangelho do Reino, e pastores pretos tentando enriquecer copiam as suas táticas de demonização.

Alguns pastores de igrejas evangélicas pentecostais e carismáticas na Nigéria estão acusando crianças de serem bruxas, levando ao abuso e as crueldades indescritíveis a crianças inocentes. Elas estão sendo abandonadas pelos pais para morrerem, isso quando não são mortas, espancadas, queimadas, envenenadas, enterradas vivas, amarradas a árvores, entre outras crueldades. Estima-se que cerca de 5.000 crianças foram abandonadas desde 1998, e que de cada cinco crianças abandonadas, uma acaba morrendo, e as que sobrevivem ficam em estado de choque. Os pastores fazem parte das igrejas evangélicas "Assembléia do Novo Testamento", "Igreja de Deus das Missões", "Evangelho Monte Sião", "Glória de Deus", "Irmandade da Cruz", "Liberdade do Evangelho", entre muitas outras. São os pastores que dizem que as crianças estão enfeitiçadas, prometem fazer um exorcismo para curar as bruxas mediante pagamento, que podem custar 03 a 04 meses de trabalho. Com a grande maioria das pessoas não podem pagar, elas abandonam as crianças, ou utilizam outros métodos para tentar "curá-las". Esse é o link da notícia, em inglês: [clique aqui].

Pequeninos na Nigéria

O Pastor Ita da Igreja do Evangelho Libertador, com cerca de 60 igrejas no Delta do Níger, possuidor de um novo e brilhante Audi, em seu terno e gravata, afirma:

"Nós baseamos a nossa fé na Bíblia, somos conduzido pelo Espírito Santo e nós temos um programa para expor a falsa religião e a magia.” O pastor nega cobrança de exorcismos, mas reconhece que sua congregação é pobre e tem que trabalhar duro para cumprir com as contas e vive das doações. Também pacientemente ele explica a condição das crianças bruxas:

"Dar mais do que você pode pagar é benção. Nós somos os únicos que realmente conhecemos os segredos das bruxas. Os pais não vêm aqui com a intenção de abandonar os seus filhos, mas quando uma criança é uma bruxa, então você tem a dizer "o que é que há? “Não é o seu filho.” Os pais vêm até nós quando vêem manifestações. Mas o segredo é a de que, mesmo se você abandonar o seu filho, ainda é a maldição sobre você, mesmo se você matar o seu filho a maldição não acaba. Então você tem que vir aqui para curá-lo e recebê-lo bem.”

O Pastor ainda acusa as crianças de colocar feitiço sobre a sua mãe e provocar nela câncer de mama, e também de espalhar o vírus HIV.

CONCLUSÃO

"Para as Igrejas pentecostais, doar dinheiro e receber a proteção divina como recompensa é um negócio normal. Quem não tem sucesso em vida é culpado por sua desgraça. Por isso, pastores e fundadores de Igrejas são considerados os melhores por terem conquistado grandes riquezas com o próprio esforço."
[DW-world.de]

No Brasil, a bruxaria, a demonização de culturas e exorcismo estão ligados também a grupos recentes saídos do protestantismo, da Renovação Carismática Católica, sendo mais conhecida a Igreja Universal do Reino de Deus, Grupos do G 12, Diante do Trono e similares.

A Nigéria berço de grandes civilizações africanas e com problemas imensos de distribuição de renda, apesar de grande potencialidade industrial e detentora de riquezas minerais como o petróleo, se tornou alvo predileto pelo grande contingente populacional, por ter a metade da população seguidora do islã, para um palco de interesses políticos internacionais para as chamadas cruzadas evangelísticas, onde os caucasianos e a globalização de métodos discriminatórios atacam culturas milenares africanas e demonizam o povo preto, além do mais, propagam a idéia do evangelho capitalista, através da teologia da prosperidade e explora a bela nação nigeriana, terra de uma grande parcela dos nossos ancestrais.

Adaptado e autorizado por Walter Passos.

extraído do site:
http://www.caiofabio.com.br