28 de set de 2009

OS BRUXOS DO CRISTIANISMO

Devido a problemas com o vídeo acessem o youtube e digitem lá:

Pastores evangélicos acusam crianças de bruxaria, o vídeo será postado em breve.

Desculpem.


Até quando vamos aceitar isso? Até quando? Soa até contraditório ao post anterior. Mas hoje eu sou obrigado a perguntar: Até quando Senhor meu e Deus meu?
A igreja tem se decaído. Os pastores têm se tornado pastores de si mesmos que não produzem fruto algum ou quando produzem se olham no espelho e cantam "grandioso és tu!"
E eu é que sou o rebelde, incrível isso né?
Pr. Caio Fabio disse algo que reproduzo aqui:
"Quem lê o alcorão entende por que os mulçumanos fazem o que fazem. Quem lê os evangelhos não entende por que os cristãos fazem o que fazem."
Incrível o que tem acontecido com aquilo que chamamos de cristianismo. O que precisamos mesmo é romper com esse cristianismo mediocre que tem se alastrado pelo Brasil e pelo mundo.
Parafraseando Potter, oncologista dos anos 70 que diz: Assim como o câncer é para o homem o homem tem sido para a natureza.
Eu digo: assim como o câncer é para o homem esse cristianismo medíocre, que não tem a presença de Cristo nem a prática do evangelho, tem sido para o homem e para o mundo.
Dou graças a Deus por eu estar conseguindo me libertar disso tudo, de não fazer parte pelo menos dessa corja que nos envergonha. Mas peço a Deus para me dar graça de poder fazer a diferença, se não, não faz diferença nenhuma ser cristão.
Não é muito diferente o que nós fazemos com as crianças aqui do Brasil. Amarramos nossas crianças com as cordas da indiferença, prendemos essas crianças no cárcere do medo. O que muda aqui é que elas não são "bruxas" nem um feitiço foi lançada sobre elas a não ser o feitiço da ilusão causado pelo uso e pelo tráfico de drogas.
Depois, hipocritamente, entramos em nossas igrejas aos domingos, erguemos nossas mãos e falamos orgulhosamente que servimos a Deus. A nossa oração é a mesma oração do fariseu só falta dizermos: obrigado senhor porque não sou igual a esses. Observando apenas que o fariseu fazia isso porque era lei para ele, e nós, que dizemos estar debaixo da graça vivemos na... preciso falar?
Onde está o evangelho nisso tudo?
Onde está a vida com Deus?
Será que podemos chamar isso que vivemos de cristianismo? Será que somos filhos de Abraão ou somos filhos do diabo?
Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder em muito a dos escribas e fariseus, jamais entrareis no reino dos céus. (Mt 5:29)
Se você assistiu ao vídeo entendeu o que eu falei.
Com muita indignação
João Marçal

3 comentários:

  1. Parabéns pelo belo trabalho no blog. Já estou seguindo!

    Aproveito para lhe convidar a conhecer meu blog, e se desejar segui-lo também, será uma honra.

    Seus comentários também serão muito bem-vindos.

    www.hermesfernandes.blogspot.com

    Te espero lá!

    ResponderExcluir
  2. Oi Marçal,

    Com relação ao cristianismo muitos são os exemplos negativos, seja da ala romana ou aquelas de tendẽncia protestante. Ao mesmo tempo isso é uma questão antiga. Oséias, aproximadamente 750 a.C já denunciava a corrupção de Israel e repreendia a prática dos sacerdotes: "O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque tu, sacerdote, rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim..." (Os 4:6).

    Nos dias de hoje o povo ainda sofre e é oprimido porque lhe falta conhecimento. Entendo seu desabafo como uma ira, que desperta o homem ao serviço: anunciar o evangelho e defender o oprimido.

    Com relação ao vídeo gostaria de fazer algumas considerações:

    1) É preciso saber a fonte, quem, quando e porque foi produzido?

    2) Em alguns momentos o narrador parecia querer influenciar a resposta do "entrevistado";

    3) A Nigéria é um país com forte presença muçulmana e histórico de perseguições a cristãos. Não descarto a possibilidade do vídeo ser uma armação para prejudicar a igreja cristã;

    4) Que pastores são esses que temem bruxaria? Parece realmente uma estratégia midiática de contra-informação, muito comum nos dias de hoje!!!!

    Por fim, que nós nunca possamos perder nossa capacidade de se indignar com a mentira, a injustiça, a perseguição, a violência, a perseguição...e que a nossa fé e esperança estejam em Cristo, nosso libertador.

    Parabéns,
    Deus abençoe
    Lucas

    ResponderExcluir
  3. João, não achei o link do vídeo, assim não pude assistir. Todavia, quero dizer que concordo em gênero, número e gráu, com o que vc diz.
    Quanto à Nigéria (com base no comentário acima (Lucas), devo dizer que é um lugar onde o cristianismo tem o que há de pior: fundamentalismo, moralismo e conversão pelo terror.
    Devo dizer que os mulçumanos não fazem "armações" na mídia contra os cristãos: os que são fanáticos - graças a Deus, em sua maioria não o são - simplesmente matam cristãos. Nisso, não são diferentes dos cristãos, pois os cristãos também matam cristãos...
    Abração

    ResponderExcluir