1 de jan de 2009

Deus é vida até para os mortos


Disse-lhe Jesus: eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra viverá. (João 11:25)


Nessas palavras Jesus deixa muito claro o quanto Ele é Deus, e até onde vai o poder d'Ele. Nem a morte pode com Jesus. Mas há uma condição para isso, é necessário crer, isto Ele deixa claro. Em uma vida agitada, um mundo moderno e globalizado será temos tido tempo para crer? Será que temos tido tempo para buscar a face de Deus de um modo onde nem a morte pode nos amedrontar? Será que temos depositado tal confiança no poder de Deus, como fez as irmãs de Lázaro? Ou o nosso tempo é curto de mais e não podemos perder um segundo se quer na presença de Deus porque outras tarefas do dia serão mal feitas ou até mesmo deixadas de serem realizadas? Que importância tem Deus em nossas vidas? Que importância Deus tem em nossa família, nossos afazeres, trabalho, estudos etc? Se recordarmos o sermão da montanha, lá em Mateus, no capítulo 6 Ele vai nos dizer algo muito importante: buscai pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas. (Mateus 6:33) Creio que não é necessário dizer mais nada. Deus é vida até para os mortos, imagina o que Ele pode e quer fazer por nós desde que o busquemos, desde que confiemos, desde que nos dediquemos a Ele, com fé, com amor. Se o problema vem, na hora lembramos de Deus, quando há adversidade não poupamos tempo em buscar a presença do Pai, mas é só nesses momentos que Deus tem ouvidos para nós? Ele quer também participar de momentos alegres de nossas vidas.

Que neste ano de 2009 possamos nos lembrar de Deus com mais frequência, possamos dedicar uma parcela do nosso tempo aos pés da cruz de Jesus buscando intimidade com Deus através do Seu Espírito. Reconhecer quem éramos, antes de Jesus, e quem somos agora. Pois lembrem-se: Porque se meu pai e minha mãe me desampararem, o Senhor me acolherá. (Salmos 27:10) Essa é a confiança que podemos ter. Não há morte, pai, mãe, problemas que faça que Deus se esqueça de nós, precisamos apenas crer.

Feliz 2009.

Soli Deo Gloria

João Marçal - Bacharel em Teologia

Nenhum comentário:

Postar um comentário