28 de nov de 2008


Mt 16:18 Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;
Em primeiro lugar temos que ter em mente que a Igreja de Jesus Cristo não tem um nome. Não é Metodista, Batista, Presbiteriana ou qualquer outra. A denominação divide, a Igreja de Jesus une.
Mas qual tem sido o papel da Igreja nos dias de hoje? Ela, através do povo de Deus, tem feito a diferença que realmente deveria fazer? Lembro-me de uma amiga que um dia me disse: se eu, enquanto cristã, não fizer a diferença, que diferença faz? O mesmo digo da Igreja, se esta não fizer a diferença, que diferença faz?
Assim como a lua só é visível porque reflete a luz do sol a igreja é visível por refletir a luz de Cristo. Se não for assim não tem porquê ser Igreja.
Quando Jesus diz que sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, Ele estava dizendo que Ele, o Cristo de Deus, era o fundamento e a razão do existir da Igreja, pois, instantes antes de dizer isso há a declaração de Pedro dizendo: Tu és o Cristo, o filho do Deus vivo.
Jesus é o Senhor da Igreja que Ele mesmo edificou e o que entristece é que muitas vezes defendemos nossos ideais, nosso ponto de vista, nossos pastores ou até mesmo partido político ou time de futebol, mas não defendemos com tanta garra e determinação o Senhor da Igreja, que muitas vezes é motivo de piadas e chacotas.
Que nossos valores mudem e que possamos, como Igreja de Jesus Cristo, refletir a glória de Deus em um mundo inundado de trevas.
Soli Deo Gloria
João Henrique R. Marçal
Bacharel em Teologia

Nenhum comentário:

Postar um comentário